4 de mai de 2010

Arqueólogos dizem ter achado a Arca de Noé

Pesquisadores evangélicos descobrem vestígios de embarcação de 5 mil anos no local onde a nau bíblica teria supostamente ancorado

Um grupo de arqueólogos religiosos afirma ter descoberto o paradeiro da Arca de Noé. A equipe, formada por pesquisadores chineses e turcos, encontrou em outubro de 2008 uma estrutura de madeira enterrada no Monte Ararat, na Turquia. Baseados em relatos bíblicos, os estudiosos acreditaram ter identificado o local onde a Arca teria supostamente ancorado após o Grande Dilúvio.

Os arqueólogos observaram que a estrutura continha uma série de compartimentos, alguns com vigas de madeira, que podem ter servido para abrigar animais. Além disso, todos os encaixes foram feitos sem pregos de metal, o que indica a possível antiguidade do achado. O teste de carbono 14 confirmou essas suspeitas, mostrando que a suposta arca tem cerca de 4.800 anos de idade.

A missão científica foi patrocinada pela Noah’s Ark Ministries, entidade evangélica dedicada à busca de indícios que comprovem a narrativa bíblica. No site oficial da instituição (http://www.noahsarksearch.net/eng/), o público pode ver fotografias e vídeos da descoberta e das peças retiradas do sítio para análise laboratorial.

Os resultados dos trabalhos da expedição foram divulgados em uma coletiva de imprensa realizada no último domingo. O grupo luta, agora, para que a Unesco reconheça o local como patrimônio mundial da humanidade, o que garantiria a devida proteção do sítio arqueológico. Com isso, os pesquisadores esperam poder aprofundar os estudos na região e realizar novas escavações.

Veja algumas fotos da exploração:

O assunto foi sugerido pela nossa querida coordenadora Irma Haensch. Uma simpatia só, vejam:


"Não faço ideia sobre a veracidade dos fatos abaixo, mas acho um assunto muito interessante para pensarmos", sugeriu.

Nenhum comentário: