23 de jun de 2010

A polêmica de Kaká

Ainda em ritmo de Copa do Mundo, vários jornais e sites de notícias aproveitaram a entrevista coletiva de Kaká, após sua expulsão no jogo do Brasil contra a Costa do Marfim, para suscitar um tema sempre polêmico: religião e futebol.


O fato é o seguinte: o jogador acusou Juca Kfouri, colunista da Folha de S. Paulo, de persegui-lo por motivos religiosos. O jornalista publicou, na semana passada, uma nota dizendo que o meia tem sérios problemas no púbis, tão graves que ameaçariam sua carreira. O recado de Kaká foi dado após uma pergunta de André Kfouri, repórter de uma emissora brasileira e filho de Juca.

"Há algum tempo, os canhões do teu pai têm me atingido, não para me criticar por motivos profissionais, mas por causa da minha fé em Jesus Cristo. Do mesmo jeito que eu respeito o Juca Kfouri como ateu, eu queria que ele me respeitasse por acreditar em Jesus Cristo. Milhões de pessoas acreditam em Jesus, e ele precisa respeitar isso".

Como resposta, Juca escreveu, na coluna publicada no dia 21/6, que Kaká desmentia, mas sofria dores por uma lesão e estava fazendo um sacrifício para permanecer na Copa. Em outro trecho, cita a expulsão do jogador como lamentável.

"Precisando ganhar ritmo, sua expulsão é de se lamentar, tanto que ele apanhou para reagir com duas carícias desnecessárias e avaliadas com excesso de rigor pelo árbitro francês: cartões amarelo e vermelho, e ele não irá enfrentar Portugal. O bom menino, disposto ao sacrifício que está fazendo para ter a sua Copa do Mundo inesquecível, não sabe ser mau, e nem deveria tentar, porque alguém castiga."

E você, o que pensa sobre isso?

Um comentário:

Zoraia disse...

Todas as pessoas tem direito de ter sua religião e mais ainda,expor sua fé desde que não invada a privacidade de outros.O que fez o Kaká?será que existe novamente um sistema de ditadura que nos impede na atualidade de até mesmo ter fé?ou será que o preconceito religioso é tão grande a ponto de um jornalista parcial e sabidamente pouco esportista,tentar fazer com que o povo esqueça um exímio jogador e uma criatura que somente fala de Deus para seguir alguem que despeja sua"verborréia"sem nem mesmo se preocupar com os outros?
Onde está o direito de expressão?
Sinceramente se eu fosse o Kaká ria de tudo isso e simplismente ignorava qualque crítica (boa ou não)...somente me importaria com quem eu achasse qualificado para falar de mim.