15 de abr de 2010

Ringo Starr não aceita perdão do Vaticano aos Beatles

A notícia abaixo, de Luciano Borborema, foi publicada ontem no site da rádio Eldorado. O que você pensa disso?
O perdão do Vaticano aos Beatles foi recusado pelo ex-baterista da banda, Ringo Starr. “O Vaticano não disse que nós éramos satânicos ou possivelmente satânico – e ainda assim nos perdoou? Eu acho que o Vaticano tem mais a dizer sobre que os Beatles”, revelou o músico na última terça-feira, 13 para a CNN, durante uma entrevista para promover o seu novo disco, "Y Not", o 15º de sua carreira solo.

O perdão do Vaticano aos Beatles foi anunciado no último fim de semana, quando completou 40 anos que a banda terminou. O perdão foi publicado no jornal do Vaticano, “L’Osservatore Romano”. “É verdade, eles usaram drogas; levados pelo sucesso, tiveram vidas dissolutas”, diz um artigo do jornal. “Até mesmo chegaram a dizer que eram maiores que Jesus”, recorda o texto, lembrando da declaração de John Lennon em 1966 de que enfureceu os católicos de todo o mundo. “Mas, ao ouvir as suas músicas, tudo isso parece distante e sem sentido. Suas belas melodias, que mudaram a música pop para sempre e seguem nos despertando diferentes emoções, seguem intactas, como pequenas pedras preciosas”, completa o jornal.

Nenhum comentário: