19 de mai de 2010

Segundo pesquisas...

Hoje, algumas notas interessantes publicadas recentemente na Folha Online. Quem sabe, as informações sirvam para quebrar alguns mitos existentes na sociedade (ou, se não mitos, achismos). Vamos lá...

1. Um em cada dez homens tem depressão pós parto
A depressão pós-parto masculina é pouco conhecida até entre os profissionais da área, mas isso não significa que seja rara. De acordo com a revisão de 43 estudos, com 28 mil participantes, do início da primeira gestação da mulher até o bebê completar um ano, um a cada dez homens tem a doença. Além disso, a pesquisa revela que o período entre o terceiro e o sexto mês de vida do bebê é o mais crítico para os homens. Nessa fase, 25% deles sofrem de depressão. Segundo o psiquiatra Joel Rennó Júnior, coordenador do Pró-Mulher do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de São Paulo, isso acontece porque muitos homens sentem-se inseguros em relação aos cuidados com o bebê e à disponibilidade de tempo necessária para ter uma participação ativa na criação do filho, não conseguindo também entender as mudanças da mulher em relação à sexualidade e à forma como vê seu corpo na gravidez.

2. Homens mentem mais e com menos culpa que mulheres
A BBC Brasil revelou que uma pesquisa que analisou os depoimentos de três mil britânicos concluiu que homens têm maior propensão a dizer mentiras e se sentem menos culpados em mentir do que mulheres. O estudo indicou que cada homem britânico mente em média três vezes por dia, o que equivale a 1092 mentiras por ano. Já as mulheres parecem ser mais honestas: segundo a pesquisa, encomendada pelo Museu da Ciência, de Londres, as britânicas mentiriam em média duas vezes por dia, ou seja 728 vezes por ano.

Obs: Que feio, hein?! Será que as pessoas aqui do Brasil podem se orgulhar de dizer que jamais fariam parte destas estatísticas? Eu, sinceramente, tenho minhas dúvidas, mas gosto de pensar que sim...

Nenhum comentário: